GE

Campanha Documental

Agência: ALMAP
Direção: Georgia Guerra-Peixe_Joca
Direção de Fotografia: Pedro Farkas
Direção de Produção: Merilyn Salvatierra e equipe
Direção de elenco: Georgia Guerra-Peixe_Joca
Pesquisa de personagem: Ticha Godoy e equipe joquistão
Assistente de Direção: Renata Graciotti
Montadores: Arthur Rosa

A GE desenvolveu uma comunicação de audiovisuais na linguagem documental para se comunicar com os seus consumidores. Isso aconteceu nos USA, ASIA, EUROPA e quando chegou a vez do Brasil, a ALMAP criou um projeto que fala da relação entre os brasileiros e a GE. A ideia era falar que estamos todos ligados a GE e nem sempre percebemos isso.

Desenvolvi uma linguagem onde dois brasileiros dialogam, mas não se encontram. Estão sempre em lugares diferentes do Brasil, um produz o que o outro um dia utilizou e eles não se conhecem, mas ambos como  brasileiros, se relacionam através da GE.

O pedido era fazer três filmes:

*Helthcare _ onde um equipamento de exames e diagnóstico une dois brasileiros sendo um da GE

Fiz uma enorme pesquisa de personagens. Precisava de histórias emocionantes e inspiradoras. Sabia que não queria fazer um doc de entrevistas, queria que a linguagem dos filmes desse importância as imagens. Com isso precisava conhecer os personagens para desenhar os filmes.

*Lighting _ onde a luz da Lagoa une dois brasileiros, sendo um da GE

A primeira coisa que eu sabia era que o filme de Lighting aconteceria com uma pessoa do Rio de Janeiro e nas luzes da Lagoa. Então, enviei uma dupla de assistentes de direção para lá e em 10 dias de Rio eles encontraram 9 personagens. Entre eles, pescadores, vendedores de coco, professores de canoagem, atletas, senhoras vizinhas da Lagoa, ciclistas e um patinador. E em São Paulo, sabíamos que o personagem a dialogar com o Rio seria do escritório de arquitetura da GE. Enviei mais uma dupla de assistentes de direção.

De repente, como que em um passe de mágica, a Patrícia, do escritório de SP apareceu e parecia fazer todo o sentido com o patinador da Lagoa.

Enfim, depois de muitos dias de trabalho, dedicado e com muitas pessoas no front, pelo Brasil, fechamos as duplas e histórias. Fechamos a linguagem e o caminho pelo qual entendemos que a campanha comunicaria.

Fechamos as duplas com a agência no Brasil e depois com os criativos de NY. Algumas reuniões em videoconferência e muitas diárias de filmagem. Além dos personagens centrais das três histórias, combinamos com os criativos em NY que faríamos material extra para alimentar o projeto na web.

HISTÓRIAS EXTRAS

Nesse caminho pensei em outra linguagem, desejei fazer um trabalho que tivesse força nas imagens, mas precisaria ser mais simples e diferente dos filmes principais, então pensei em usar fotografia. Então fizemos isso na Lagoa. Para isso chamei a Thelma Villas Boas que, junto com meus assistente, fotografou mais duas histórias extras.

Nesses filmes a Thelma fez a fotografia com o Samuca, das entrevistas e as fotos STILL para incluir nos filmes. O Paulo Leite editou e fez os letreiros. E eu dirigi as entrevistas.

O filme do Paulinho é um exemplo do que fizemos como linguagem e conteúdo extra para o projeto.

PESSOAS QUE PARTICIPARAM