PORTIFOLIO

AUTORAIS

Longa-Metragem

Em 2002, decidi que iria me dedicar a fazer o meu primeiro longa-metragem. Passei um ano pensando no tema e se seria uma ficção ou um documentário. Achei que o caminho documental seria mais tranquilo, por me expor menos em um primeiro filme. Estava completamente enganada. O mergulho no Samba me fez refletir sobre valores da vida.

Quando o que dirijo vem de dentro da minha vontade de falar alguma coisa, usando o meu repertório e do meu jeito de ver a vida, chamo de autoral.